Em reunião com governador, Fraport garante experiência e estrutura para operar HUB

24 de abril de 2017 # # # #

Fotos: Carlos Gibaja e José Wagner / Governo do Ceará André Victor Rodrigues Repórter / Célula de reportagem

Durante encontro foi oficializada a criação de um grupo de trabalho formado por Estado e Prefeitura, com o objetivo de manter o diálogo com a empresa alemã durante o período de mudanças a serem feitas no aeroporto

O governador Camilo Santana recebeu nesta segunda-feira (24), no Palácio da Abolição, comitiva da empresa alemã Fraport para o primeiro encontro no estado após o leilão do Aeroporto Internacional Pinto Martins. Durante a reunião de articulação, junto representantes do Governo do Ceará e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, dirigentes da multinacional reforçaram o compromisso de elevar estrutura e serviços do equipamento, além de utilizar a experiência e representatividade no mercado para ampliar as chances de implantação de um HUB (centro de conexão) na Capital.

“Nós sabemos como operar um HUB, e as companhias aéreas estão cientes de que a Fraport sabe operar um centro de conexões. Nós entendemos o que é necessário para desenvolver o serviço e vamos oferecer toda a estrutura para isso”, garantiu Klaus Jeschcke, diretor da concessionária, que iniciará os trabalhos como operadora do Pinto Martins a partir do dia 28 de julho deste ano, após arrematar o aeroporto por R$ 1,5 bilhão no leilão realizado em março, em São Paulo. A Fraport deve investir entre R$ 1,7 bilhão e R$ 2 bilhões na modernização e na ampliação do aeroporto.

A comitiva alemã, recebida por Camilo Santana na sede do Executivo estadual, também foi integrada pelos outros diretores de projeto da Fraport, Leonardo Carnielle e Cecil White, além de Andreas Montag, gerente de projetos sênior da empresa.

Para o governador, esse primeiro momento da Fraport é essencial para que se desenvolva da melhor forma o processo de transição entre Empresa Brasileira de Infraestrutura (Ifraero) – atual administradora do aeroporto de Fortaleza – e a Fraport. Ele enfatizou ainda a expectativa de uma nova etapa para a aviação e de desenvolvimento econômico no Estado do Ceará.

“Nós colocamos aqui toda a nossa ansiedade sobre o benefício que a parceria com a Fraport trará para o Ceará. É uma empresa que tem uma expertise e um know-how no mundo inteiro neste setor (aeroportuário). Temos a expectativa de Fortaleza se tornar um centro de conexões aéreas. A nossa luta, que começou em 2015, quando foi anunciado o interesse da Latam de construir um HUB de conexões aéreas aqui no Nordeste brasileiro. A concessão do aeroporto foi fruto dessa luta do Estado e da Prefeitura de concretizar a concessão. Ficamos muito felizes porque a Fraport é hoje concessionária do aeroporto de Fortaleza”, afirmou Camilo Santana.
Grupo de trabalho

A reunião no Palácio da Abolição foi momento de apresentação geral da estrutura hoje vista na capital cearense, com a explanação sobre projetos e grandes obras executadas na cidade. Além dos chefes estadual e municipal, participaram do momento o chefe de Gabinete do Governador, Élcio Batista, os secretários estaduais Nelson Marins (Casa Civil), Arialdo Pinho (Turismo) Mauro Filho (Fazenda), Antônio Balhmann (Assuntos Internacionais), Maia Júnior (Planejamento), Lúcio Gomes (Infraestrutura), além dos secretários municipais Samuel Dias (Governo), Alexandre Pereira (Turismo), Mosiah Torgan (Desenvolvimento Econômico e Trabalho), Manuela Nogueira (Infraestrutura).

Durante o encontro, foi oficializada a criação de um grupo de trabalho formado pelos representantes do Governo e da Prefeitura, com o objetivo de manter o constante diálogo com a empresa alemã durante todo o período de mudanças a serem feitas no Pinto Martins. “Vamos estar sempre à disposição para ajudar no que for possível e garantir toda a tranquilidade para que sejam feitas as melhorias”, afirmou o governador.

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, explicou que o interesse das três partes é única em busca do progresso através de mudanças no Aeroporto Internacional Pinto Martins.

“Muito mais importante do que terminar a obra do aeroporto, ou tão importante quanto qualificar a operação do aeroporto, é a compreensão compartilhada entre Governo, Prefeitura e a própria Fraport que isso representa a geração de oportunidades para a cidade. Um aeroporto moderno, operado por uma empresa com alto padrão de qualidade como a Fraport, pode nos trazer benefícios práticos como o aumento no fluxo de passageiros circulando e o valor econômico de cargas. Esses dois fatores trarão grande desenvolvimento para Fortaleza”, observou.
HUB

Com a Fraport, o Governo do Ceará e a Prefeitura de Fortaleza esperam subir o patamar da Capital na disputa pelo HUB da Latam no Nordeste. A expectativa se justifica pelo histórico representativo da empresa alemã na administração de aeroportos. Responsável por 24 unidades, distribuídos por Europa, Ásia e América do Sul (Peru), a gestora é responsável por um dos melhores equipamentos para aviação no mundo – aeroporto de Frankfurt, o 10º no ranking geral.

Segundo o dirigente Klaus Jeschcke, a localização geográfica estratégica é algo que Fortaleza já conta como vantagem importante. Agora, segundo ele, resta atrair as companhias aéreas através da implementação de uma estrutura moderna e eficaz nos serviços do aeroporto da cidade. “O que nós podermos fazer, nós faremos tudo possível. Ofertar alta qualidade de serviços, alta qualidade em termos de transferências, vamos oferecer ótimos processos operacionais e também aqueles que tem a ver com imigração. Todos fatores serão incluídos”.

Potencial ponto de ligação entre a América do Sul e a Europa, se Fortaleza receber o HUB, a instalação do centro de conexão significará um investimento de R$ 4 bilhões e deve promover a geração de 10 mil empregos diretos e indiretos.
Visita à Alemanha

No último mês de março, o governador Camilo Santana se reuniu com diretores da Fraport em Frankfurt, na Alemanha. Ele visitou algumas dependências do aeroporto de Frankfurt – hangares, terminal 3 e as estruturas operacionais de empresas de carga, como DB e Palapina. O equipamento alemão, administrado pela Fraport, é o principal hub de conexões da Europa.

Durante o encontro, o chefe do Executivo se comprometeu que iria intermediar uma reunião da Fraport com a Latam, que tem interesse em instalar um HUB de conexões no Nordeste.

Núcleo de comunicação

  • Assessor Especial de Comunicação Chagas Vieira
  • Coordenadora de Imprensa Ana Cristina Cavalcante
  • Porta-voz Thiago Cafardo
  • Gestora de Conteúdo Wania Caldas
  • Gestor de Fotografia José Wagner
  • Fotografia Oficial Carlos Gibaja
  • Gestores de Secretarias Ciro Câmara Ana Martins Sabrina Lima
  • Comunicação Institucional Giselle Dutra
  • Gestor de Rádio Lúcio Filho
  • Gestor de TV Weberte Lemos
  • Gestor de Web Bruno Bacs
  • Gestor de Reportagem Wilson Zanini
  • Reportagem André Victor Rodrigues Thiago Sampaio Caio Faheina
  • Assessoria Primeira Dama Déborah Vanessa Wiarlen Ribeiro
  • Fotografia Ariel Gomes Marcos Studart Tiago Stille Nívia Uchôa Lia de Paula
  • Mídia Sociais Alyne Castro Daniel Santos Yuri Lobato