Exportações cearenses crescem 87,4% e atingem US$ 1,28 bilhão em 2017

21 de setembro de 2017 # # #

Joanna Cruz e Luiz Pedro - Assessoria de Comunicação do Ipece
joanna.cruz@seplag.ce.gov.br / luizpedro.neto@seplag.ce.gov.br
3101.3508 / 99998.9134

As exportações cearenses, de janeiro agosto de 2017, cresceram 87,4 por cento em relação a igual período de 2016, passando de US$ 685 milhões para US$ 1,28 bilhão. O excelente resultado fez com que a participação do Estado na pauta das exportações brasileiras subisse de 0,55 por cento, índice de 2016 nos oito primeiros meses do ano, para 0,89 por cento em 2017. Os dados estão no Enfoque Econômico n° 158 – Comércio Exterior Cearense (agosto de 2017) -, que acaba de ser publicado pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), órgão vinculado à Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) do Governo do Estado.

Já as importações totalizaram US$ 1,53 bilhão, isso de janeiro a agosto deste ano, contra os U$$ 2,83 bilhões em igual período de 2016, representando queda de 46 por cento. O saldo da balança comercial cearense totalizou um déficit de US$ 245 milhões, no acumulado de janeiro a agosto de 2017, valor menor do que o registrado no mesmo período de 2016 (US$ 2,151 bilhões). O documento observa que o déficit da balança comercial cearense apresentou o menor valor desde 2009, quando o desempenho da balança comercial registrou um saldo negativo de US$ 172,9 milhões.

O documento, elaborado por Alexandre Lira Cavalcante, analista de políticas públicas, e Ana Cristina Lima Maia, assessora técnica – contando com a colaboração de Lilian de Sousa Pereira -, todos os Ipece, ressalta que, com o movimento das exportações e importações, a corrente de comércio do Ceará, no acumulado de janeiro a agosto de 2017, alcançou o valor de US$ 2,8 bilhões, com redução de 20 por cento em relação ao mesmo período de 2016. Essa queda da corrente de comércio foi decorrência da redução das importações verificadas em 2017, relativamente a 2016, quando as importações atingiram valores recordes.

As exportações em agosto de 2017 corresponderam ao montante de US$ 156,5 milhões, registrando uma queda de 3,9 em comparação ao mês imediatamente anterior. Mas, em comparação a agosto de 2016 registrou crescimento de 23,9 por cento. As importações de agosto de 2017 alcançaram o valor de US$ 212,7 milhões, apresentando aumento de 1,48 por cento em relação ao mês anterior, ficando acima da média do valor importado ao longo do ano. Relativamente a agosto de 2016, o crescimento atingiu 69,7 por cento. Já saldo da balança comercial cearense, em agosto, foi deficitário em US$ 56,2 milhões, superior ao observado no mês imediatamente anterior e acima da média do ano. Já a corrente de comércio exterior cearense ficou em US$ 369 milhões, acima da média do ano, com incremento de 46,7 por cento em relação ao mesmo período de 2016, segundo observa Ana Cristina Lima Maia.

No acumulado de janeiro a agosto de 2017, a pauta cearense continuou sendo liderada pelos produtos metalúrgicos, com US$ 651,4 milhões em vendas externas, participando com 50,72 por cento do valor total exportado pelo estado no período. Esse valor é substancialmente superior ao registrado no período de janeiro a agosto de 2016, cuja participação foi de 2,43 por cento. Os Estados Unidos novamente foi o principal parceiro de compras dos produtos cearenses, adquirindo o valor de US$ 306,4 milhões, de janeiro a agosto de 2017, absorvendo, aproximadamente, 23,9 por cento do total exportado pelo estado.

Acesse aqui o Enfoque 158.