Garantia Safra: 16 municípios cearenses recebem pagamento a partir de amanhã (17)

16 de novembro de 2017 # # #

Marina Filgueiras Assessoria de Comunicação da SDA marina.filgueiras@sda.ce.gov.br 3101.8137 ou 98730.6462

A Secretaria Especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário (Sead) libera amanhã (17) o pagamento da primeira parcela do Garantia Safra Safra 2016/17 para 16 municípios cearenses. A medida beneficia 19.818 famílias dos municípios de Beberibe, Cariús, Catarina, Croatá, Fortim, Icapuí, Jaguaretama, Jaguaribara, Jaguaruana, Monsenhor Tabosa, Palhano, Russas, Saboeiro, Solonópole, Tabuleiro do Norte e Tauá.

O pagamento segue até o próximo dia 30 de novembro, conforme data de pagamento prevista pelo Número de Identificação Social (NIS). O Garantia Safra tem o valor de R$850,00 e é concedido em cinco parcelas de R$170,00. O benefício é para agricultores cadastrados que moram em municípios cuja perda da produção agrícola tenha sido de ao menos 50%.

Com a medida, 29 municípios cearenses passam a receber o benefício pago por meio do Cartão Cidadão. Em setembro, a Sead iniciou o pagamento para 10.1867 agricultores em 10 municípios cearenses (Iguatu, Iracema, Jaguaribe, Jardim, Jati, Jucás, Limoeiro do Note, Penaforte, Quixelô e São João do Jaguaribe) e, em outubro, foi a vez de outros 6.170 agricultores dos municípios de Acopiara, Alto Santo, e Quixeré.

Para o secretário do Desenvolvimento Agrário Dedé Teixeira, o Garantia Safra é um dos programas mais importantes para os agricultores. “O Garantia Safra representa a segurança que o agricultor tem de seu bem mais precioso, que é o próprio roçado, pois a plantação representa 100% da renda de toda sua família”, defende.

Confira aqui a publicação no Diário Oficial da União.

 

Uma vida dedicada à agricultura

No interior de Limoeiro do Norte, município do Ceará, o agricultor familiar José de Souza Xavier, de 74 anos, que planta feijão, mandioca e milho, não viu neste ano os cultivos brotarem. A falta de chuvas é uma realidade que se repete em quase todo o Estado. Para que produtores como ele não fiquem desamparados, a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead) libera a cada ano agrícola o Garantia-Safra.

O auxílio pode ser administrado para qualquer necessidade fazendo assim grande diferença na vida dessas famílias. Na casa dos Xavier o dinheiro é utilizado para coisas essenciais. “É uma ajuda boa. A gente vive no remédio, tanto ele como eu”, comenta Ana Xavier, de 73 anos. O marido completa evidenciando a necessidade do dinheiro para algo mais importante: “Ajuda na feira também. Graças a Deus serve, porque o aposento é tudo o que gente tem na vida e o Garantia-Safra também”, explica.