PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Mais Nutrição completa dois anos com mais de 1.256 toneladas de alimentos distribuídos

25 de junho de 2021 - 13:44 # # # # # # # #

Wiarlen Ribeiro - Ascom Gabinete da Primeira-Dama - Texto
Nívia Uchoa - Ascom Casa Civil - Fotos

O Programa Mais Nutrição completa nesta sexta-feira (25) dois anos de execução. A ação faz parte do Mais Infância Ceará, idealizado pela primeira-dama Onélia Santana, e garante a segurança alimentar e nutricional regular a milhares de famílias em situação de vulnerabilidade do Ceará. São mais de 1.256 toneladas de alimentos doados para 127 entidades, além de cearenses nas mais diversas situações, em um total de 67.274 pessoas de 41 municípios.

“Há dois anos o Mais Nutrição vem proporcionando alimentação saudável para famílias em situação de vulnerabilidade social. O programa garante o desenvolvimento integral dos cearenses que mais necessitam, contribuindo para a segurança alimentar, a oferta de produtos com valor nutritivo e o combate ao desperdício de alimentos. O envolvimento de todos os parceiros na ação é fundamental para que possamos levar os alimentos para o maior número de pessoas. São mãos que estão unidas em prol do desenvolvimento das crianças do nosso Estado” destaca a primeira-dama do Ceará, Onélia Santana

A iniciativa mantém um banco de alimentos “in natura” que seriam desperdiçados pelos comerciantes da Ceasa, por falta de demanda ou condições estéticas, mas que permanecem adequados ao consumo humano e contém suas características nutricionais preservadas. Além disso, realiza a produção de polpas de frutas e, por fim, produz o mix para a transformação em sopa através da desidratação de legumes (mandioca, cenoura, batata, abóbora, beterraba). A fabricação conta com a doação mensal de 600kg de macarrão do Grupo M. Dias Branco. O mix tem ampla capacidade de atendimento, por ser de fácil e rápido preparo (um quilo de sopa prepara 40 porções) e de prazo de um ano de validade para consumo.

Para garantir a correta manipulação e preparo dos alimentos, tudo passa por um rigoroso e importante trabalho de prevenção e higienização, diariamente. Além dos alimentos “in natura”, polpas de frutas e mix de legumes, o Mais Nutrição já repassou para as entidades alimentos apreendidos pela Secretaria da Fazenda do Estado e em ações das polícias Civil e Militar, após avaliação da qualidade para o consumo humano. Entre os beneficiados estão também vítimas de enchentes, entidades artesanais, artistas circenses, instituições que atendem pessoas em situação de rua, crianças com câncer e fissura labiopalatal, além de famílias atendidas pelo Mais Infância Ceará.

Cariri

Famílias em situação de vulnerabilidade da Região do Cariri começaram, nesta semana, a ser beneficiadas pelo programa. O espaço físico da Ceasa de Barbalha foi reformado para abrigar a fábrica, o banco de alimentos e a central de distribuição do Mais Nutrição. O local recebe os alimentos doados pelos permissionários e produtores rurais da região e tem a produção de polpas de frutas, além da oferta do mix para preparo de alimentos, produzido em Maracanaú, que são destinados para 36 entidades e famílias que vivem no entorno da Ceasa. A ampliação contou com a parceria do Sistema Fiec/Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). O investimento para a obra, aquisição de equipamentos e contratação de pessoal ultrapassou os R$ 1,6 milhão.

Cestas Básicas

Além dos alimentos doados, o Mais Nutrição já distribuiu mais de 47,5 mil cestas básicas em todo o Estado, para milhares de cearenses em situação de vulnerabilidade social. Cada unidade doada beneficia uma família de até cinco pessoas e possui mantimentos básicos como arroz, feijão, macarrão, açúcar, leite em pó, farinha de mandioca, óleo, entre outros. A ação, que representa um total de aproximadamente 990 toneladas de alimentos, tem o objetivo de reduzir os efeitos negativos causados pela Covid-19.

Apoio ao Ibama

O Mais Nutrição alimenta também os animais do Ibama, principalmente aves (passeriformes e psitacídeos) e primatas (macaco prego e guaribas). Até o momento, cerca de 35 mil quilos de alimentos impróprios para o consumo humano já foram doados ao instituto, que semanalmente realiza a busca de frutas, verduras e legumes, após serem separadas e selecionadas pelo tipo e qualidade.

Fundo Estadual de Combate à Pobreza

Em 2020, a Assembleia Legislativa aprovou a mensagem do Governo do Ceará que inclui o Programa Mais Nutrição na Lei do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop). Com isso, é possível utilizar recursos do Fundo e adequar a Composição do Conselho Consultivo de Políticas de Inclusão Social (CCPIS) à estrutura administrativa do Estado, que desde 2019 conta com as secretarias de Proteção Social (SPS) e de Esportes e Juventude (Sejuv).

Vacinação Solidária

Lançada há pouco mais de um mês, a campanha Vacinação Solidária já arrecadou quase 25 toneladas de alimentos, doados pelos cearenses vacinados contra a Covid-19. As doações são espontâneas e envolvem gêneros não-perecíveis da cesta básica (arroz, feijão, macarrão, leite em pó, dentre outros). Os alimentos doados nos postos de vacinação são recolhidos pelas prefeituras municipais e distribuídos às famílias em situação de vulnerabilidade social, neste período de pandemia. Para mais informações, basta acessar o site: vacinacaosolidaria.ceara.gov.br

Conheça o trabalho realizado pelo programa