PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Papo Saúde ESP desta terça (24) debate enfrentamento à violência contra a mulher

23 de agosto de 2021 - 17:23 # # # # # # #

Daniel Araújo - Ascom ESP-CE

A cada minuto, oito mulheres sofrem algum tipo de violência no Brasil. Os dados preocupantes divulgados pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública revelam uma dura realidade vivenciada por aproximadamente 17 milhões de brasileiras somente no último ano de 2020. Partindo da campanha Agosto Lilás, mês que representa a conscientização e combate à violência contra a mulher, o Papo Saúde ESP desta terça-feira (24) debaterá sobre as problemáticas e efeitos deste tema tão urgente.

live será transmitida a partir das 19h30 pelo perfil do Instagram da ESP/CE e contará com a participação da enfermeira, ativista e diretora do instituto feminista Casa Lilás, Lourdes Góes; e da jornalista e pesquisadora em questões de gênero, Marina Solon. A mediação será da supervisora do Centro de Extensão em Saúde da Escola, Luciana Lopes.

Para a pesquisadora em questões de gênero, Marina Solon, as violências contra as mulheres não podem ser consideradas como casos isolados, e sim fruto de uma estrutura social que naturaliza a desigualdade entre homens e mulheres. “É desse contexto que a violência contra as mulheres tem raiz. O principal desafio é pensar em como transformar essa estrutura colocando as relações sociais entre homens e mulheres em igualdade”.

Solon alerta também para o agravamento da situação criada pelo contexto da pandemia da Covid-19 no Brasil e no mundo. De acordo com dados do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos (MMFDH), percebeu-se um aumento de 40% nas chamadas do Disque 180, que é a Central de Atendimento disponível 24h para acolher denúncias de violência contra as mulheres. “A situação toda, que ainda não acabou, nos leva a uma urgência ainda maior de debater a desigualdade de gênero que causa violências contra as mulheres e de encurtar os caminhos, por meio da divulgação de informações, entre as vítimas e os amparos legais”, pontua.

Em relação aos desafios e enfrentamentos ligados à discussão da situação de violência sofridas pelas mulheres no Ceará, Lourdes Góes ressalta a importância da reorganização e do fortalecimento das redes capazes de prestar apoio a mulheres violentadas, como nas áreas da Saúde, Justiça/Segurança, bem como dos órgãos de proteção a essas vítimas. “Os equipamentos ainda se concentram na Capital e, em escala menor, nas grandes cidades. Nas cidades menores, praticamente, não existe nenhum equipamento específico para essa finalidade”.

Agosto Lilás

Criada em 2016, a campanha Agosto Lilás é uma iniciativa de enfrentamento à violência doméstica contra a mulher. O movimento surgiu com o objetivo de divulgar a Lei Maria da Penha, que completa 15 anos de existência neste 2021, e defender a importância da conscientização da sociedade por meio de informação e ações sociais de combate à violência contra a mulher.

Papo Saúde ESP

O Papo Saúde na ESP discute, com especialistas de várias áreas, diversos temas ligados à saúde e ao bem-estar. A ideia é compartilhar dicas, histórias e, especialmente, boas práticas no cuidado à saúde. As transmissões ocorrem quinzenalmente sempre a partir das 19h30 no perfil da ESP/CE no Instagram: @espceara.

Serviço

Papo Saúde na ESP
Agosto Lilás e a luta no enfrentamento à violência contra a mulher
Quando: terça-feira (24), às 19h30
Acesse o perfil da ESP/CE no Instagram