PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Projeto Virando o jogo é lançado em Sobral

28 de setembro de 2021 - 14:52 # # # # # # #

João Pedro Guedes - Ascom Vice-Governadoria - Texto
Queiroz Netto - Fotos

Política pública do Governo do Ceará que faz parte do Programa Superação e conta com a execução da Vice-Governadoria, o Virando o Jogo foi lançado oficialmente em Sobral, na manhã desta terça-feira (28), em solenidade no Theatro São João. Em sua primeira edição fora de Fortaleza, a ação vai atender 175 jovens e adolescentes espalhados por três bairros do município: Cidade Dr. José Euclides (Terrenos Novos), Residencial Nova Caiçara e Vila União.

O evento contou com a presença da vice-governadora do Ceará, Izolda Cela, da titular da Secretaria de Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos, Socorro França, da vice-prefeita de Sobral, Christianne Coelho, da secretária dos Direitos Humanos, Habitação e Assistência Social de Sobral, Andrezza Coelho, a assessora especial da Vice-Governadoria, Carla da Escóssia, além do comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará, Ronaldo Roque de Araújo.

Izolda Cela iniciou sua fala citando a importância do projeto para o suporte e o prosseguimento da vida de inúmeros jovens. “O Virando o Jogo chega para dar um suporte, uma ajuda para esses jovens tocarem seus projetos de vida, tanto nos estudos como também no lado profissional. A entrada desses jovens no projeto pode qualificar toda essa reorganização social. Tudo isso é bem construtivo para a juventude”, pontuou.

Socorro França ressaltou o peso que a chegada do Virando o Jogo traz para Sobral. “Esse momento é algo profundamente rico para Sobral. O ingresso do Virando o Jogo neste município representa bastante, pois ele vai ajudar na formação humana de cada um dos envolvidos. Podemos fazer com que as coisas mudem”, comentou.

Christianne Coelho lembrou o comprometimento dos profissionais envolvidos com o Virando o Jogo e o impacto de cada um dentro da ação. “Tenho certeza que cada uma das pessoas que trabalhar neste projeto vai atuar com muito afinco. Além de prevenir violência, esse projeto também representa uma vitrine para Sobral, algo de peso, mas também de muita importância”, discorreu.

Ancoragem estrutural

Diferentemente do que acontece em Fortaleza, o Virando o Jogo em Sobral será ancorado em uma Unidade de Gerenciamento de Projetos (UGP). Tal ajuda será fundamental para o pontapé inicial do projeto, auxiliando com apoio estrutural e também humano.

Coordenadora da UGP em Sobral, Hortência Veras, 32, acredita que o trabalho do núcleo dentro da cidade, há aproximadamente quatro anos, será de grande ajuda para trazer proximidade entre os jovens e os facilitadores do projeto.

“Acho que hoje ninguém consegue mensurar o tamanho do impacto da chegada do Virando o Jogo em Sobral. As pessoas da UGP possuem uma conexão fora da curva com os meninos dos bairros escolhidos. Nós falamos muito que os articuladores são uma verdadeira ponte. Também através deles, pode ter certeza, que a juventude vai se enxergar e se sentir representada”, disse.

Impacto na cidade

A gerente de área Inês Costa, 40, já vislumbra o impacto do Virando o Jogo para os jovens de Sobral. “O projeto chega até Sobral com uma expectativa muito positiva. É algo que vem para abraçar uma parcela da sociedade que muitas vezes não é afetada por nenhuma política pública, mas que possui bastante potencial. Estamos todos muito animados”, explanou.

Carla da Escóssia aproveitou a oportunidade para citar o impacto social e financeiro do projeto para o município. “Além das inúmeras possibilidades para os jovens da cidade, o projeto também traz renda através das bolsas. Esse impacto é visto também no acompanhamento das famílias dos matro”, contou.

Sobre o projeto

Apoiado pela SPS, o Virando o Jogo é direcionado para jovens que não estudam e não trabalham. A ação busca oferecer atividades de cunho sócio educativo, de qualificação profissional, na perspectiva de possibilitar o retorno desse público ao ambiente escolar.

Na fase inicial, o jovem matriculado ao Virando o Jogo atravessa os módulos de formação cidadã e ação comunitária. Logo depois é a vez da qualificação profissional com um reforço em assuntos como esporte e cultura. Em um último momento, acontece o enfoque em áreas voltadas para o empreendedorismo. Todos esses passos são alinhados à reinserção escolar e ao acompanhamento familiar.