PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Famílias do Residencial Yolanda Queiroz recebem Centro de Educação Infantil

29 de setembro de 2021 - 12:02 # # # # #

Larissa Falcão - Ascom Casa Civil - Texto
Tiago Stille - Fotos

Equipamento tem capacidade para atender 88 crianças em tempo integral, e faz parte do projeto de urbanização da Comunidade do Dendê

Ana Marisa Nojoza, moradora do Residencial Yolanda Queiroz, é mãe da Andrya Hellen, de 3 anos, uma das crianças que serão beneficiadas com o Centro de Educação Infantil (CEI) Antônia Agostinho de Sousa inaugurado nesta quarta-feira (29) pelo governador Camilo Santana, acompanhado do prefeito de Fortaleza, José Sarto, e da vice-governadora Izolda Cela.

Ela comemora a entrega do equipamento, que vai ser fundamental para garantir o desenvolvimento da filha. “Com a inauguração do CEI, melhorou 100%. Porque a gente procurava pessoas para levar os filhos da gente para creche, e tem que ter carro para levar. Como a minha filha é muito pequena, e a creche, distante, eu achava que era perigoso. Quando eu não conseguia pessoas para levar, ela acabava perdendo aula. Eu dei graças a Deus ter inaugurado”.

“A gente sabe o que é a importância de uma creche. Principalmente para as mães que trabalham, que vão deixar os seus filhos em um lugar seguro com grandes profissionais, num ambiente de muita qualidade, para dar esperança e futuro para as nossas crianças da Comunidade do Dendê”, afirmou Camilo Santana durante a entrega da unidade.

Também estiveram presentes na inauguração a secretária da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos do Ceará (SPS), Socorro França; a assessora especial do governador, Janaina Farias; o secretário-executivo de Habitação da Secretaria das Cidades (SCidades), Marcos Cals; e outras autoridades.

O CEI do Residencial Yolanda Queiroz é a 64ª unidade entregue pelo Governo do Ceará, por meio do Programa Mais Infância, política pública idealizada pela primeira do Estado, Onélia Santana. O Centro, que integra o projeto de urbanização da Comunidade do Dendê, tem capacidade para atender em tempo integral 88 crianças, de 6 meses a 3 anos, contemplando 1.080 famílias moradoras do Residencial.

José Sarto destacou que a entrega também faz parte da parceria entre os governos estadual e municipal, consolidada pelo programa Juntos por Fortaleza. “Esse Centro de Educação Infantil é o quinto em Fortaleza. Nós entregamos no Dendê, no Planalto Ayrton Senna, no Grande Bom Jardim, no Jangurussu e no São Bento”.

Izolda Cela falou sobre a homenagem feita à Antônia Agostinho de Sousa, conhecida como Dona Toinha, que foi uma liderança ativa na comunidade. “Eu sei que é muita emoção para a família da Dona Toinha ter essa homenagem, pelo carinho e respeito da ação dela como liderança, que deve inspirar a outras lideranças, pastor Cláudio, Pedro e Paola, e todas as pessoas que ajudam e procuram fazer que a comunidade prospere”, disse.

Desenvolvimento Infantil

Para atender as crianças, o CEI conta com quatro salas de aula, cozinha, copa, refeitório, berçário, fraldário, banheiro, dormitório, brinquedoteca e playground; setor administrativo, recepção, secretaria, sala de coordenação; ambulatório e almoxarifado. Os alunos matriculados recebem cinco refeições diárias e todo o material: fardamento escolar, mochila, kit pedagógico e material de higiene para uso no Centro.

Socorro França, titular da SPS, reforçou a importância do Programa Mais Infância para garantir o desenvolvimento integral das crianças cearenses, destacando a atuação da primeira-dama do Estado. “A professora Onélia Santana é uma das idealizadoras de tudo isso que está acontecendo. Ela sempre teve um foco na educação e na Primeira Infância. E o que está acontecendo aqui é um grande sonho da professora Onélia Santana, que traz um abraço a todos vocês”.

A unidade funcionará como parte da rede de equipamentos da Secretaria Municipal de Educação (SME), da Prefeitura de Fortaleza. O investimento para a construção do Centro foi de R$ 1.101.699,62, sendo R$ 1.046.614,64 do Ministério das Cidades/FGTS e R$ 55.084,98 do Tesouro Estadual. Para equipar o CEI foram aplicados R$ 66.223,87, por meio da SME.

Urbanização do Dendê

O projeto de urbanização da Comunidade do Dendê é desenvolvido por meio da Secretaria das Cidades, em parceria com o Governo Federal e interveniência da Caixa Econômica. O Residencial Dona Yolanda Vidal Queiroz, inaugurado em janeiro de 2021, abriga populações originárias das áreas de risco do mangue do Cocó (Baixada e Sem Terra II) e Dendê. A urbanização da área da comunidade está em 50% de execução, com investimento de R$ 15,8 milhões.

“Aqui foi toda uma intervenção, algumas coisas já foram entregues e outras estão em obras. Este Residencial fica em um dos lugares mais lindos que eu conheço, à beira do Rio Cocó. Foi todo cercadinho e está sendo todo urbanizado. Tem uma areninha ali na frente. No Residencial, foram entregues 1.080 unidades para famílias que moravam em áreas muito vulneráveis aqui do Dendê. Quando o Rio Cocó subia, muitas vezes, alagava as casas das famílias. Agora, está sendo tudo urbanizado. Vai ter uma via ligando o Centro de Evento a todo o Dedé, integrando com o Fórum Clóvis Beviláqua”, garantiu Camilo Santana, citando outros investimentos em saúde e saneamento básico para a comunidade.