PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Adagri promove treinamento sobre o Plano de Erradicação para a praga conhecida como Mosca das Frutas

8 de dezembro de 2021 - 15:03 # # # # #

Ascom Adagri - Texto e foto

A Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri), vinculada da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), está realizando no período de 06 a 09 de dezembro, em Limoeiro do Norte, a capacitação do corpo técnico da Agência sobre o Plano de Erradicação para a praga Anastrepha grandis, conhecida como Mosca das Frutas.

O treinamento está sendo feito por meio da Diretoria de Prevenção da Adagri (DIPRE), através da Coordenação Estadual de Prevenção, Controle e Erradicação de Moscas das Frutas e da Coordenação do Programa Estadual (PEMF) de Certificação Fitossanitária de Origem (PECFO), com o objetivo de tornar o quadro de servidores capacitados para emergência fitossanitária de introdução da Anastrepha grandis na Área Livre da referida praga, também conhecida como mosca-das-cucurbitáceas sul-americana.

“O Estado do Ceará mantém o Status de Área Livre dessa praga – ALP, o que permite que os seus produtores consigam exportar seus produtos para países mais exigentes, como: EUA, Chile, Argentina e China, mantendo o estado em posição de destaque como um dos principais exportadores de melão e melancia do País”, destaca a diretora de Prevenção, Neiliane Sombra.

De acordo com o coordenador Fabrício Ferreira, para que seja mantida a condição de Área Livre, é necessário que haja monitoramentos semanais nas áreas de produção e em locais de risco, além da fiscalização do trânsito de frutos hospedeiros na região. A Adagri é o órgão responsável pela execução dessas ações e por toda coordenação dos processos.

Caso a praga seja detectada na Área Livre, o Plano de Erradicação é acionado e as medidas de contenção precisarão ser tomadas em um pequeno espaço de tempo. Por isso, todos os atores envolvidos, sejam eles públicos ou privados, devem saber como agir com rapidez, e para isso, o treinamento do Plano de Erradicação se torna muito importante para segurança sanitária do nosso Estado.