PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Webinário discute as abordagens e perspectivas sociais da Cultura Alimentar

23 de junho de 2021 - 17:38 # # # # # #

Ivy Ariane - Ascom BECE - Texto
Arquivo Pessoal - Fotos

A Biblioteca Pública Estadual do Ceará (BECE), em parceria com a Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco (EGSIDB), realiza nos dias 28, 29 e 30 de junho o Webinário “Cultura Alimentar: abordagens e perspectivas sociais”. A atividade, que será transmitida ao vivo pelo Youtube da BECE, sempre às 10h, reunirá diferentes profissionais dedicados aos estudos concernentes à cultura alimentar.

Como as tradições alimentares podem contribuir com a geração de renda e o combate à fome e à desnutrição? Como o conhecimento gastronômico possibilita a valorização de insumos locais, regionais, na preparação de pratos elaborados e saborosos? São algumas das perguntas que norteiam o webinário que objetiva debater os aspectos simbólicos, materiais e identitários de indivíduos e suas comunidades no que tange às formas de lidar com o cultivo de alimentos, modos de prepará-los e de consumi-los, levando-se em conta fatores históricos, sociais e ambientais.

“Conhecer as nossas riquezas alimentares implica, sobremaneira, na ampliação de instrumentos, dos meios e dos recursos sociais de acesso à informação, às relações identitárias e ao sentimento de pertença de indivíduos em relação às suas coletividades. Portanto, a cultura alimentar e suas tradições podem, indubitavelmente, projetar futuros e, assim, garantir o exercício da cidadania em sua plenitude”, explica Rodrigo Ribeiro, Coordenador de Pesquisa, Acervo e Conhecimento da BECE.

Com três painéis de debates, o webinário inicia sua programação no dia 28/6, às 10h, com o tema “Diversidade Alimentar: Memórias, Patrimônios, Ancestralidades”, tendo como convidados: Jean dos Anjos (sociólogo e pesquisador), Roberto Araújo (professor e pesquisador IFCE/OCCA), Valéria Laena (historiadora e Diretora do Museu da Cultura Cearense) e Mateus Tremembé (jovem liderança indígena, pesquisador da cultura alimentar do povo indígena Tremembé). A mediação será de Cristina Holanda, Coordenadora do Patrimônio e Memória da Secretaria da Cultura do Estado. A mesa visa debater os diferentes sentidos e significados da alimentação e a sua relevância na dinâmica cultural de uma sociedade.

Para Mateus Tremembé “o preparo de alimentos na cultura indígena significa manter preservados os costumes e as tradições alimentares do povo, além de fortalecer a relação de pertença com a Mãe Terra  que produz o alimento sagrado e que nos cura.”

No dia 29/6, também às 10h, o tema “Cultura Alimentar: Histórias e Tradições” debate os meios e formas de cultivo e produção dos alimentos e seus preparos. Na mesa estarão presentes: Kênia Rios (historiadora e pesquisadora), Sidiana Ferreira (professora e pesquisadora) e Adriana Salay (gastrônoma e pesquisadora). A mediação será feita por Lina Luz, coordenadora de Cultura Alimentar da Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco.

“Para a Escola de Gastronomia Social é fundamental estar conectada com outros equipamentos da Secult, compartilhando conhecimento e trilhando novos caminhos para cultura alimentar do Ceará. Portanto, discutir sobre o papel social da gastronomia e seus impactos na cultura alimentar é um passo importante na construção de novas ações e possibilidades de atuação”, afirma Selene Penaforte, superintendente da Escola de Gastronomia Social Dias Branco – EGSIDB.

Encerrando o Webinário “Cultura Alimentar: abordagens e perspectivas sociais”, no dia 30/6 (10h), a mesa “Gastronomia social, identidade e geração de renda” com a participação de: Selene Penaforte (Educadora e Superintendente da EGSIDB), Samantha Souza (gastrônoma/gastromotiva) e João Victor (antropólogo e pesquisador/IPREDE). Com mediação de Vanessa Moreira (antropóloga e pesquisadora), o debate abordará a gastronomia social não só como meio de acesso ao conhecimento, mas uma iniciativa de prover políticas públicas que garantam e valorizem aspectos da cultura alimentar no sentido de reconhecer os saberes tradicionais/ancestrais, tornando-os instrumentos de mudança de realidades sociais no combate à fome e às disparidades econômicas.

Acervos em Destaque

Como parte da programação do Webinário “Cultura Alimentar: abordagens e perspectivas sociais” a Biblioteca Pública Estadual do Ceará (BECE), a Biblioteca do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial – SENAC/CE e a Biblioteca da Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco farão uma apresentação dos seus acervos com o foco em fontes e referências bibliográficas sobre a Cultura Alimentar e a Gastronomia Social, nos dias 28, 29 e 30 respectivamente.

Serviço

Webinário “Cultura Alimentar: abordagens e perspectivas sociais”

Dias 28, 29 e 30 de junho, às 10h

Mesas: “Diversidade Alimentar: Memórias, Patrimônios, Ancestralidades”(28), “Cultura Alimentar: Histórias e Tradições” (29) e “Gastronomia social, identidade e geração de renda” (30)

Youtube da BECE