PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

CGE disponibiliza Relatório do Controle Interno sobre as Contas Anuais de Governo

6 de maio de 2021 - 16:32 # # # # # #

Ascom CGE

A Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado (CGE) disponibiliza, nesta quinta-feira (6), o Relatório do Controle Interno sobre as Contas Anuais de Governo (RCI-Governo) referente ao exercício financeiro de 2020. O RCI-Governo é um dos documentos exigidos para o encaminhamento das Contas Anuais de Governo juntamente com o Balanço Geral do Estado ao Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE/CE). Com base nesses documentos, o TCE irá elaborar um parecer prévio para auxiliar o poder Legislativo no julgamento das Contas Anuais do Governador.

O secretário executivo da CGE, Marconi Lemos, destaca a importância do RCI-Governo. “Ele é uma rica fonte de informações sobre o desempenho das contas governamentais do Estado, contendo o relato emitido pela equipe de auditores de controle interno da CGE, com comentários e análises técnicas abrangentes”.

“Como órgão central de controle interno do Estado, a CGE deixará o RCI disponível em seu site institucional, podendo ser consultado por estudantes, pesquisadores e sociedade em geral interessados no assunto das contas governamentais”, completou.

RCI-Governo 2020

O documento é composto por cinco capítulos, que apresentam análises e considerações ligadas à atuação da CGE como órgão central de controle interno; ao tratamento das recomendações do TCE sobre as Contas Anuais de Governo de 2019; à execução dos Programas de Governo; à execução orçamentária; e à gestão fiscal do Estado.

“O RCI-Governo 2020 foi elaborado pela equipe da Coordenadoria de Controladoria (CCONT), na Célula de Gestão para Resultados e Gestão Fiscal (CEGEF) e consolida as informações do monitoramento dos dados orçamentários e contábeis durante o exercício de 2020, contando ainda com as informações da Comissão Intersetorial do Plano de Ação para Sanar Fragilidades, composta pos representantes da Casa Civil, Seplag, Sefaz, PGE e CGE”, destacou coordenador da CCONT, Marcelo Monteiro.