Organograma Estadual

Localização geográfica privilegiada em relação ao resto do mundo, pela proximidade com os grandes mercados
mundiais: Europa, América do Norte e Ásia. Fortaleza é não apenas a capital político-administrativa do Estado, mas
também destacado centro regional de comércio e serviços. A sua região de influência, segundo o IBGE, compreende.

COGERH

Companhia da Gestão de Recursos Hídricos do Estado do Ceará

Download
  1. DIREÇÃO SUPERIOR
    1. PRESIDÊNCIA
  2. ÓRGÃOS DE ASSESSORAMENTO
    1. GABINETE DA PRESIDÊNCIA
    2. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO E MARKETING
    3. ASSESSORIA JURÍDICA
    4. AUDITORIA INTERNA
  3. ÓRGÃOS DE EXECUÇÃO PROGRAMÁTICA
    1. DIRETORIA DE OPERAÇÕES
    2. GERÊNCIA DA BACIA METROPOLITANA
    3. Núcleo de Gestão
    4. Núcleo Técnico
    5. Núcleo Administrativo
    6. GERÊNCIAS REGIONAIS (7)
    7. NÚCLEOS DE GESTÃO (7)
    8. NÚCLEO TÉCNICO (7)
    9. GERÊNCIA DE SEGURANÇA E INFRAESTRUTURA
    10. NÚCLEO DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO DA INFRAESTRUTURA HÍDRICA
    11. NÚCLEO DE ELETROMECÂNICA
    12. GERÊNCIA DE TECNOLOGIA
    13. GERÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO OPERACIONAL
    14. DIRETORIA DE PLANEJAMENTO
    15. GERÊNCIA DE ESTUDOS E PROJETOS
    16. GERÊNCIA DA GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS
    17. GERÊNCIA DE OUTORGA E FISCALIZAÇÃO
    18. NÚCLEO DE OUTORGA
    19. NÚCLEO DE FISCALIZAÇÃO
    20. GERÊNCIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
    21. GERÊNCIA DE PLANEJAMENTO E CONTROLE
    22. NÚCLEO DE CONTABILIDADE E TRIBUTOS
    23. NÚCLEO DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO
  4. ÓRGÃOS DE EXECUÇÃO INSTRUMENTAL
    1. DIRETORIA ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA
    2. GERÊNCIA COMERCIAL
    3. GERÊNCIA FINANCEIRA
    4. GERÊNCIA DE RECURSOS HUMANOS
    5. GERÊNCIA DE SUPRIMENTO E PATRIMÔNIO
    6. NÚCLEO DE INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO
  5. ÓRGÃOS COLEGIADOS
    1. Conselho de Administração
    2. Conselho Fiscal

Competências

A Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do Estado do Ceará, tem por finalidade gerenciar a oferta dos recursos hídricos constantes dos corpos d’água superficiais e subterrâneas de domínio do Estado, visando equacionar questões referentes ao seu aproveitamento e controle, operando para tanto, diretamente ou subsidiária ou ainda por pessoa jurídica de direito privado, mediante contrato, realizado sob forma remunerada.