Organograma Estadual

Localização geográfica privilegiada em relação ao resto do mundo, pela proximidade com os grandes mercados
mundiais: Europa, América do Norte e Ásia. Fortaleza é não apenas a capital político-administrativa do Estado, mas
também destacado centro regional de comércio e serviços. A sua região de influência, segundo o IBGE, compreende.

SEINFRA

Secretaria da Infraestrutura

Download
  1. DIREÇÃO SUPERIOR
    1. SECRETÁRIO DA INFRAESTRUTURA
    2. SECRETÁRIO ADJUNTO DA INFRAESTRUTURA (2)
  2. GERÊNCIA SUPERIOR
    1. SECRETARIA EXECUTIVA
  3. ÓRGÃOS DE ASSESSORAMENTO
    1. ASSESSORIA JURÍDICA
    2. ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL
    3. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL
  4. ÓRGÃOS DE EXECUÇÃO PROGRAMÁTICA
    1. COORDENADORIA DE ENERGIA E COMUNICAÇÕES
    2. CÉLULA DE POLÍTICAS PÚBLICAS DE ENERGIA E COMUNICAÇÕES
    3. CÉLULA DE NORMATIZAÇÃO E CUSTO DE ENERGIA
    4. CÉLULA DE NORMATIZAÇÃO E CUSTO DE COMUNICAÇÕES
    5. CÉLULA DE MONITORAMENTO DE ENERGIA E COMUNICAÇÕES
    6. CÉLULA DE PROGRAMAS ESPECIAIS DE ENERGIA E COMUNICAÇÕES
    7. COORDENADORIA DE TRANSPORTES E OBRAS
    8. CÉLULA DE POLÍTICAS PÚBLICAS DE TRANSPORTES E OBRAS
    9. CÉLULA DE NORMATIZAÇÃO E CUSTO DE TRANSPORTES E OBRAS
    10. CÉLULA DE MONITORAMENTO DE TRANSPORTES E OBRAS
    11. CÉLULA DE PROGRAMAS ESPECIAIS DE TRANSPORTES E OBRAS
  5. ÓRGÃOS DE EXECUÇÃO INSTRUMENTAL
    1. COORDENADORIA ADMINISTRATIVO FINANCEIRA
    2. CÉLULA DE RECURSOS HUMANOS
    3. CÉLULA DE CONTROLE FINANCEIRO
    4. CÉLULA DE APOIO LOGÍSTICO
    5. CÉLULA DE PROGRAMAS ESPECIAIS
    6. COORDENADORIA DE PLANEJAMENTO
    7. CÉLULA DE PLANEJAMENTO E CONTROLE
    8. CÉLULA DE PROGRAMAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA
    9. CÉLULA DE ACOMPANHAMENTO DE PROJETOS
    10. CÉLULA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

Competências

coordenar as políticas do Governo nas áreas dos transportes e obras, de energia e comunicações;

formular as políticas do Governo nas áreas de transportes e logística de transportes, obras, telecomunicações, energia, mineração e gás canalizado;

articular e fomentar a implementação das políticas nacionais de petróleo e derivados no âmbito do Estado;

elaborar planos diretores e modelos de gestão compatíveis com as ações de desenvolvimento programados no âmbito dos setores de transportes e logística de transportes, obras, telecomunicações, energia, mineração e gás canalizado;

desenvolver os planos estratégicos para implementação das políticas de transportes e logística de transportes, obras, telecomunicações, energia, mineração e gás canalizado;

estabelecer objetivos, diretrizes e estratégias de transportes e logística de transportes, obras, telecomunicações, energia e gás canalizado a serem seguidas pelos órgãos e entidades estaduais;

estabelecer a base institucional necessária para as áreas de atuação da Infraestrutura;

captar recursos, celebrar convênios e promover a articulação entre os órgãos e entidades estaduais, federais, municipais, internacionais e privados para implementação das políticas de sua competência;

supervisionar as atividades relativas à execução de projetos de infraestrutura desenvolvidos pela Secretaria e órgãos vinculados;

estabelecer normas, controles e padrões para serviços executados em sua área de abrangência;

exercer outras atribuições necessárias ao cumprimento de suas finalidades, nos termos do regulamento.

Lei nº 15.798 – DOE 03/06/2015

Entidades Vinculadas

Departamento Estadual de Rodovias (DER)

Departamento de Arquitetura e Engenharia (DAE)

Companhia de Integração Portuária do Ceará (Cearaportos)

Companhia de Gás do Ceará (Cegas)

Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrofor)